Esporte

Equipe brasileira faz 3x0 na Argentina e segue invicta na competição

 

A seleção brasileira masculina Sub-21 segue firme na busca do título do Campeonato Mundial da categoria, que acontece até o dia 02 de julho na República Tcheca. Na manhã desta quarta-feira (28.06), o Brasil venceu o clássico sul-americano contra a Argentina por 3 sets a 0 (25/20, 25/23 e 25/23), na DRFG Arena, em Brno. O resultado manteve a invencibilidade do time verde e amarelo, e garantiu um lugar na semifinal da competição.

Apesar da vitória em três sets, o jogo foi equilibrado do começo ao fim. A rivalidade acirrada foi um dos ingredientes do duelo, que teve o bom bloqueio brasileiro como fiel da balança (foram oito pontos do Brasil contra quatro dos adversários). A atuação do ponteiro Pablo Natan teve destaque com 13 pontos anotados. No entanto, o oposto argentino Gerónimo Elgueta, com 16 acertos, foi o maior pontuador.

“Essa vitória já nos coloca na semifinal, e foi fundamental para não dependermos do resultado do próximo confronto. Estamos concentrados para manter o desempenho e sair em primeiro do grupo. Os atletas já foram para o hotel descansar e se tratar para o jogo contra a Rússia. Superamos a Argentina no momento certo, aprendemos a jogar contra eles. Nosso time evoluiu, principalmente na parte física. Foi muito importante. Vamos buscar o nosso máximo para honrar as tradições do Brasil”, comentou o treinador da equipe brasileira, Nery Tambeiro.

O Brasil começou o jogo com Felipe Roque, Matheus Brasília, Daniel Mascarenhas, Gabriel Bertolini, Alexandre Elias, Victor Birigui e o líbero Maique. Entraram Pablo Natan, destaque do jogo, Davy Moraes, Henrique Honorato e Luis Rodrigues. A terceira e última partida do Brasil na segunda fase será nesta quinta-feira (29.06), às 15h (hora de Brasília).

O Mundial Sub-21 masculino tem a participação de 16 equipes divididas em quatro grupos (A, B, C e D) com quatro seleções, que jogarão entre si. Os dois melhores de cada grupo passam para a fase seguinte, que reunirá os oito times restantes e dois grupos de quatro (E e F), com nova sequência de jogos entre os componentes de cada grupo. As semifinais serão entre os dois melhores de cada chave. O evento acontece entre 23 de junho e dois de julho nas cidades de Brno e Ceske Budejovice, na República Tcheca.

Criado em 1977, o Mundial Sub-21 masculino de voleibol chega à décima nona edição. A Rússia é a recordista de títulos com dez ouros (incluídas as conquistas da era da União Soviética). O Brasil tem 13 medalhas e é o segundo maior vencedor (quatro ouros, seis pratas e três bronzes).

MUNDIAL SUB-21 MASCULINO 2017

TABELA

PRIMEIRA FASE

23.06 (SEXTA-FEIRA) BRASIL 3x0 Egito (25/20, 25/18 e 25/18)

24.06 (SÁBADO) BRASIL 3x0 China (25/16, 25/21 e 25/16)

25.06 (DOMINGO) BRASIL 3x0 Japão (25/23, 25/20 e 25/21)

SEGUNDA FASE

27.06 (TERÇA-FEIRA) BRASIL 3x1 Canadá (25/15, 19/25, 25/23 e 25/16)

28.06 (QUARTA-FEIRA) BRASIL 3x0 Argentina (25/20, 25/23 e 25/23)

29.06 (QUINTA-FEIRA) BRASIL x Rússia – às 15h (horário de Brasília)

HISTÓRICO DO BRASIL NOS MUNDIAIS SUB-21 MASCULINOS

13 MEDALHAS (4 ouros/6 pratas/3 bronzes)

1977 (Brasil) – Bronze

1981 (EUA) – Prata

1989 (Grécia) – Bronze

1993 (Argentina) – Ouro

1995 (Malásia) – Prata

1997 (Malásia) – Prata

1999 (Tailândia) – Bronze

2001 (Polônia) – Ouro

2003 (Irã) – Prata

2005 (Índia) – Prata

2007 (Marrocos) – Ouro

2009 (Índia) – Ouro

2013 (Turquia) – Prata

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro

 


Contato

FOLHA DA CIDADE

Folha da Cidade é um jornal periódico online do Rio Grande do Norte
Equipe: Fernando Pereira-DRT RN 154 JP(Editor, jornalista e reporter fotografico), Elias Medeiros - DRT RN 1683 JP(Jornalista e Repórter fotográfico), Adrovando Claro-DRT RN 531 RF, José Aldenir - DRT RN 90 RF e Cláudio Marques DRT RN 50 RF(Repórteres fotográficos), Charge: Téo Duarte(DRT 1343/RN). Contato: Caixa Postal 2708 - Natal - RN - 59025-971 - Brasil.
Material enviado por colaboradores, assessorias de imprensas e coletado de órgãos de imprensa em geral. As matérias publicadas não traduzem necessariamente a posição jornalísticas da Folha da Cidade. O material pode ser reproduzido desde que respeitado integralmente as fontes.