Noticia

Professores: Haddad cita valorização e Bolsonaro, agressões
Plano de petista é mais detalhado


Proposta de Haddad para valorização de professores é mais detalhada que a de Bolsonaro
Sérgio Lima/Poder360 


Eis o que dizem os candidatos:
Fernando Haddad (PT)
As palavras “professor” e “professora” aparecem 10 vezes no plano do petista (íntegra). A 1ª diretriz do candidato para a educação fala em “forte atuação na formação dos educadores”.
O documento coloca que 25% dos professores que atuam na educação básica não possuem licenciatura específica para as disciplinas que ensinam. Por isso, o candidato promete criar uma política nacional de valorização e qualificação dos docentes. Se compromete também a garantir o Piso Salarial Nacional e instituir diretrizes que permitam maior permanência dos profissionais nas unidades de ensino.
“Será reforçada e renovada a Universidade Aberta do Brasil (UAB) e retomado o projeto Universidade em Rede dos Professores, assegurando o acesso direto dos professores e professoras concursados nas vagas disponíveis e ociosas na rede de Universidades e Institutos Federais de Educação Superior”, diz o documento.
O plano do candidato promete dar atenção especial “à valorização e à formação dos professores e professoras alfabetizadoras”. Segundo o documento, o esforço envolverá o fortalecimento do Pibid (Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência), voltado a estudantes universitários de pedagogia e licenciatura, para oferecer experiência docente nas escolas públicas.


O petista coloca também que será implementada a Prova Nacional para Ingresso na Carreira Docente para subsidiar Estados e municípios na realização de concursos públicos para a contratação de professores para a educação básica.
“Além disso, haverá forte investimento na formação de gestores escolares e na qualificação da gestão pedagógica. Será dada especial atenção à formação dos servidores escolares, por meio de novas ações e da retomada e ampliação do ProFuncionário”, diz.
As propostas do candidato para educação incluem o aumento da oferta de educação integral, ampliação das vagas em creches, implementação de uma política nacional de alfabetização, revogação da reforma do ensino médio de Michel Temer, aproximação dos jovens de entidades como Sesi e Senai e expansão e interiorização de universidades e institutos federais.


Jair Bolsonaro (PSL)
O militar cita o termo “professor” 4 vezes em seu plano de governo (íntegra). Fala que os “professores são agredidos, física ou moralmente, por alunos ou pais dentro das escolas”, mas não traz medidas para reduzir os casos de violência.
O candidato afirma que uma integração entre os ensinos oferecidos pelos governos federal, estadual e municipal e entre universidades públicas e privadas melhorariam a qualificação dos professores.
Diz também que “a qualificação crescente dos professores deve ser um sinal que o Brasil realmente busca um lugar de destaque entre as nações desenvolvidas”.
Bolsonaro defende a Escola Sem Partido e critica a “forte doutrinação” e “sexualização precoce” no ambiente educacional. Suas principais propostas para educação são a expansão de colégios militares nas capitais brasileiras e a priorização do ensino infantil, básico e técnico em detrimento do superior. Também se coloca a favor do fortalecimento do ensino à distância.

 

 

 


Contato

FOLHA DA CIDADE

Folha da Cidade é um jornal eletrônico periódico online do Rio Grande do Norte
Equipe: Fernando Pereira-DRT RN 154 JP(Editor, jornalista e reporter fotografico), Elias Medeiros - DRT RN 1683 JP(Jornalista e Repórter fotográfico), Adrovando Claro-DRT RN 531 RF, José Aldenir - DRT RN 90 RF e Cláudio Marques DRT RN 50 RF(Repórteres fotográficos), Charge: Téo Duarte(DRT 1343/RN). Contato: Caixa Postal 2708 - Natal - RN - 59025-971 - Brasil.
Material enviado por colaboradores, assessorias de imprensas e coletado de órgãos de imprensa em geral. As matérias publicadas não traduzem necessariamente a posição jornalísticas da Folha da Cidade. O material pode ser reproduzido desde que respeitado integralmente as fontes.